Pular para o conteúdo principal

Postagens

Destaques

O 'parto' da lagarta: eu?

Por Gilvaldo Quinzeiro
A palavra é aquilo que para as borboletas corresponderia às asas. Mas sair do casulo é a parte mais difícil daquilo que poderia corresponder ao homem. Ou seja, em certo sentido, ainda somos a ‘lagarta’, que acredita possuir asas!
Nestes dias de tantos ‘falatórios’ – parto do nosso quase nada ‘ser’ - quão nos seria melhor manter o silêncio de ter os pés fincados no chão!
Bom feriado a todos!



Últimas postagens

Aos amantes! – Ah esses moços!

Uma reflexão!

A crise é das coisas ou dos homens?

O lixo e as outras condições também humanas

A verdade de agora é: os nós das nossas ‘ calças compridas’ se afrouxaram!

Aos que querem morrer pelas próprias mãos, um aviso: ora, bolas!

De grão em grão se faz um espelho: você!

Inspirações e respeito ao ultimo “rapaz latino-americano”!

A vida é tão séria, e duvidosa, quanto uma faca cega.

Diga-me sobre os seus ‘ouvidos’, e entenderei tudo sobre a sua alma